Óleo da árvore do chá como remédio natural para a saúde. Saiba muito mais sobre ele.

0

O óleo da árvore do chá, também conhecido como óleo de melaleuca, vem sendo utilizado desde a antiguidade para tratar problemas da pele. No entanto, suas aplicações medicinais vão muito além disso.

Como curiosidade, vale a pena conhecer que ele é originário da Austrália. Foi ali que começou a ser usado pela primeira vez, graças à destilação das folhas de uma árvore chamada Melaleuca alternifolia.

Hoje em dia a indústria farmacêutica, assim como o mundo da aromaterapia, utiliza com frequência este óleo devido as suas variadas virtudes.

Ele cheira bem e pode ser encontrado em qualquer loja de produtos naturais. Não é especialmente caro e, além disso, oferece incríveis resultados para problemas comuns.

A aromoterapia

A aromoterapia é considerada uma terapia alternativa ou complementar, embora seja um tratamento bastante antigo, que surgiu da fitoterapia e que é normalmente usada em conjunto com esta. Deve por tanto, ser empregada com cautela e de preferência, orientada por um profissional especializado, que saberá verificar as contra-indicações, as dosagens adequadas e as melhores formas de uso.

Óleos essenciais são substâncias voláteis extremamente concentradas, que possuem princípios ativos de acordo com as suas composições químicas. Podem ser usados diluídos, através de massagens, cremes, loções, gel ou no seu estado puro, através da inalação. Dependendo da forma de uso provocará efeitos físicos, mentais e emocionais.

Higiene íntima

No caso de Cistites ou infecções ginecológicas adicionar 10 gotas na água do bidé e fazer a higiene, sempre em combinação com o tratamento farmacológico correspondente receitado pelo médico. Acalma o prurido genital e anal.

  • Irritação da garganta: Na forma de gargarejos (2-4 gotas em um copo d’água).
  • Aftas bucais: aplicar sem diluir directamente sobre a ferida com o auxílio de um cotonete. Enxaguar com água.
  • Halitoses: 2-4 gotas em água. Realizar bochechos depois de escovar os dentes.
  • Artrite, reumatismos e gota: Pode ser utilizado para massajar devido a suas propriedades anti-inflamatórias.
  • Expectoração ou resfriados: Adicionar algumas gotas em água quente para fazer inalações.
  • Gengivite ou inflamações bucais: Realizar bochechos (2-4 gotas em um copo d’água).
  • Placa bacteriana: adicionar 1 gota a escova de dentes antes da pasta dentífrica.
melaleuca

Tratando infecções e problemas cutâneos

  • Aplique o óleo de óleo da árvore do chá para tratar micoses de unha. Use um cotonete para esfregar um pouco do óleo diretamente sobre a área afetada. Tente fazer com que ele entre embaixo da unha também. Caso precise usar mais óleo, pegue outro cotonete e não mergulhe um usado no óleo novamente. Repita uma ou duas vezes por dia durante seis meses.
  • Use o óleo para tratar o pé de atleta. Combine de cinco a seis gotas de óleo de melaleuca com uma colher de sopa de óleo de coco. Lave os pés e massageie a mistura neles. Repita duas vezes por dia durante um mês.
  • Trate as otites com o óleo de melaleuca. Esfregue de uma a duas gotas dele em toda a base da orelha infectada. Repita a cada duas ou três horas.
  • Acalme o eczema e as erupções cutâneas com os óleos de coco e de melaleuca. Combine uma a duas gotas do óleo da árvore-do-chá com uma colher de sopa de óleo de coco. Massageie a mistura no local afetado e repita várias vezes por dia.
  • Remova as verrugas com o óleo de óleo da árvore do chá. Aplique uma gota dele diretamente sobre a verruga algumas vezes por dia. Lembre-se, porém, de que esses problemas são difíceis de remover e esse método pode falhar.
  • Use o óleo para acalmar as feridas da herpes. Misture de uma a duas gotas do óleo da árvore-do-chá com uma colher de chá de azeite de oliva. Utilize um cotonete ou uma bola de algodão para aplicar a mistura na ferida e repita várias vezes por dia.
  • Use o óleo da árvore-do-chá para tratar a acne. Embeba um cotonete ou uma bola de algodão com o óleo e aplique-o diretamente sobre as áreas afetadas antes de dormir. Enxágue o óleo antes de lavar o rosto de manhã.
  • Misture o óleo com xampu para tratar a caspa e os piolhos. Use uma gota de óleo para cada 30 ml de xampu. Adicione o produto direto na embalagem, feche-a e agite para misturar. Não aplique o óleo não diluído direto no couro cabeludo.

Melaleuca alternifolia

Essa espécie é a mais pesquisada e usada em cosméticos, sendo dividida em seis variedades (dependendo da composição química do óleo). O óleo essencial demelaleuca mais comercializada é a que possui grande quantidade de terpinen-4-ol, que é o principal responsável pela sua capacidade antifúngica e antibacteriana. O óleo dessa espécie foi comparado com outros agentes terapêuticos, como o fenol, e se mostrou muito mais eficiente.

Estudos obtiveram sucesso quando colocaram à exposição do óleo em organismos como Escherichia coli (bactéria que pode causar diarreia, infecção urinária e até mesmo meningite), Staphylococcus aureus (bactéria causadora de pneumonia, furúnculo, infecções na pele e coração) e Candida albicans (fungo causador de candidíase oral e vaginal). Como esses organismos são permeáveis ao óleo, ele inibe a respiração de células e a alteração na estrutura e na integridade de suas membranas – também proporciona vazamento de material intracelular. Isso leva à morte de bactérias e eliminação de doenças. Além disso, a composição química do óleo essencial de melaleuca é bastante complexa, a ponto de a bactéria não conseguir modificar seu sistema enzimático para se adaptar aos efeitos do óleo.

Concentrações recomendadas

Assim, para preservar a margem de segurança do uso de óleo essencial de melaleuca, é recomendável seu uso externo local diluído em água, embora ainda não haja um consenso sobre a quantidade máxima recomendada – a experiência tem mostrado que é razoável a concentração máxima de 5%, o que equivale a 100 gotas de óleo de melaleuca a cada 100 ml de água, mas concentrações a partir de 0,1% (2 gotas de óleo a cada 100 ml de água) já têm se mostrado eficientes em muitos tratamentos. Simplificando, use no máximo uma gota do óleo essencial de melaleuca para cada ml de água. E como já dito, evite sua ingestão, a menos que seja sob orientação médica.

Precauções

O óleo essencial pode ser aplicado em pessoas de todas as idades. Deve estar estar incluído dentro da caixa de primeiros socorros para ser aplicado em caso de golpes, picaduras de insectos, queimaduras, feridas e em muitas outras circunstâncias do dia-a-dia.

O óleo de árvore-do-chá é 100% puro, pelo que antes de usar deve realizar uma prova de reacção na parte interior do pulso e obseervar se há alguma reacção. Em caso de sentir algum desconforto lavar abundantemente com àgua. E utilizar apenas diluido (com àgua, óleo corporal, creme…) ou descontinuar o seu uso.

  • Em bebés, só usar diluido em àgua e com muito cuidado na zona a tratar.
  • Este óleo é de USO EXTERNO, não se deve ingerir em hipótese alguma e deve evitar-se o contacto com os olhos.
  • Pelo facto de ser altamente concentrado só são necessárias algumas gotas.
  • Manter fora do alcance das crianças e num local fresco, seco e afastado da luz.
Sending
User Rating 0 (0 votes)
Share.

About Author

Nutricionista com a missão de melhorar a consciência nutricional dos portugueses, com grande paixão por comida boa e saudável. Em seu trabalho, usa habilidades adquiridas durante estudos, treinamentos e experiência pessoal. Por muitos anos, vem desenvolvendo seu conhecimento, procurando soluções inovadoras e formas de gerar nas pessoas o desejo de cuidar da sua dieta. Realiza consultoria dietética nas seguintes áreas: redução de peso, excesso de peso, alergias alimentares, subnutrição, nutrição na atividade física, suplementação. Trata de cada paciente de maneira individual e esforça-se para alcançar os melhores resultados ao trabalhar em conjunto em busca de uma saúde melhor.

We are using cookies on our website

Please confirm that you accept our Privacy Policy. Privacy Policy